“As vindimas de 2023”, por Virgínia do Carmo Ferreira

Os agricultores, principalmente os que têm de pagar muita mão-de-obra, se os prejuízos continuarem, [dizem] que terão de desistir, que não aguentam. Apelam à compreensão das adegas para que aproximem o preço do quilo de uva de 1,70 euros. Se assim fizessem seria uma ajuda preciosa.


Publicidade

Sobre este assunto, tenho ouvido agricultores, tristes e desanimados com as colheitas deste ano. Até à data tem corrido tudo muito mal. As pessoas que trabalham nesta área aumentaram os seus preços. Quem trabalha com um trator ou outras máquinas foi obrigado a aumentar os preços, porque o gasóleo aumentou 30%, e também ficou mais caro o conserto de qualquer avaria.

Os adubos para a vinha ficaram muito mais caros, os produtos para tratamento subiram à volta de 30% e este ano foi preciso dar mais voltas do que as habituais, ficou mais dispendioso. Além de tudo isto, o míldio atacou como não há memória nas últimas décadas e as vindimas vão ficar mais caras, porque as pessoas que trabalham nas mesmas levam mais tempo por causa de escolher as uvas boas.

Segundo dados que os agricultores me dão, estima-se uma diminuição na colheita de 40%, e mesmo alguns já me falaram em 50% de prejuízo, em comparação com anos anteriores.

Os agricultores, principalmente os que têm de pagar muita mão-de-obra, se os prejuízos continuarem, [dizem] que terão de desistir, que não aguentam. Apelam à compreensão das adegas para que aproximem o preço do quilo de uva de 1,70 euros. Se assim fizessem, seria uma ajuda preciosa.

Virgínia do Carmo Ferreira

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigo Anterior

Há “Leilão de meretrizes” e desfile das “Noivas de Cristo”. Calma cultura ‘woke’, é apenas o Mercado Medieval de Melgaço

Artigo Seguinte

Começa hoje ‘o pai’ dos festivais em Portugal. Vilar de Mouros em contagem decrescente

Pode também ler

O melhor ‘casamento’ entre Norte e Centro: RCVA reafirmou geminação com Confraria dos Ovos Moles de Aveiro

“Foi um evento muito especial e de excelente convívio confrádico entre as 20 confrarias participantes com uma ótima anfitriã. Agradecemos aos produtores de Monção e Melgaço que apoiaram a nossa participação com os seus espumantes, permitindo um momento único de harmonização com os ovos moles de Aveiro”
Avatar photo
Ler mais

PS Melgaço: Eleições internas apresentam lista unânime com José Adriano Lima à cabeça

"Vi-o crescer na política. Os políticos fazem-se e ele fez-se um grande político. É empenhado, dedicado, trabalhador, acessível e gosta de Melgaço. E nós temos de gostar. É este bairrismo que é preciso que tenhamos e o José Adriano promove esse bairrismo. E nós temos de ser assim. Não podemos ir na onda de que ao lado se faz sempre melhor".
Avatar photo
Ler mais