3ª Rota das Adegas reuniu mais de uma centena de convivas. Encerrou dentro de uma adega… pelas 4 da manhã

Avatar photo
O CVAM vai promover, no próximo dia 25 de Novembro, a deslocação de técnicos do Museu do Caramulo a Melgaço para a certificação de automóveis clássicos, pré-clássicos, ou atestado de conservação e originalidade.


Publicidade

O Clube de Veículos Antigos de Melgaço (CVAM) realizou, no passado dia 21 de Outubro a 3ª edição da Rota das Adegas em Clássico.

O encontro, que reuniu mais de meia centena de viaturas e 120 convivas, entre entusiastas e familiares, iniciou no renovado Solar do Alvarinho, “casa mãe” da Rota do Alvarinho, de onde partiu para visita à adega PROVAM (em Barbeita, Monção) e terminando em Melgaço na Quinta de Alvaianas, onde o jantar foi servido com o interior da adega como cenário.

O jantar de encerramento foi animado noite dentro “até perto das 4 da manhã”, com acompanhamento musical por Nelson Dias e Guillaume Carvalho, fechando também por sua vez a agenda de iniciativas do revitalizado clube de clássicos de Melgaço.

“Seguramente, um dia de boas recordações e boas experiências gastronómicas. Foi também um momento marcado pelo agradecimento a todos aqueles que participaram no evento, mas também de homenagem a parceiros, patrocinadores e entidades que no dia 28 Julho deram o seu apoio ao Termas de Melgaço Classic Festival”, agradeceu o clube.

“Sinto-me realizado, foi um dia que correu muito acima das nossas expectativas e que esgotou dois dias após a abertura de inscrições”, notou Daniel Rocha, presidente da Direção do clube, agradecendo aos entusiastas “pelo apoio e participação ativa ao longo deste ano”.

A este jornal, Daniel Rocha revela alguns dos desafios que prevê implementar em 2024. “Estamos a estudar a realização de um Rally Paper e lançar a Rota Do Marisco, com exploração da costa e da sua gastronomia”.

Contudo, ainda antes do fechar o pano de 2023, o clube quer terminar o ano “com o habitual jantar de Natal, este ano com angariação de bens alimentares e outros”, que reverterá a favor de uma instituição local “que verdadeiramente presta serviço de apoio aos mais frágeis e necessitados”.

Na lista de atividades que o clube assume está a segunda edição do Termas de Melgaço Classic Festival, que “já está a ser trabalhada de forma a ser melhorada”, garante o Presidente da Direcção.

Certificação de Clássicos no dia 25 de Novembro

O CVAM vai promover, no próximo dia 25 de Novembro, a deslocação de técnicos do Museu do Caramulo a Melgaço para a certificação de automóveis clássicos, pré-clássicos, ou atestado de conservação e originalidade.

O Museu do Caramulo, através da Fundação Abel e João de Lacerda, é uma entidade oficialmente reconhecida, pelo Despacho 10 298/2001, de 17/05 da DGV para Certificar Veículos de Interesse Histórico.

Esta certificação tem como vantagem, no caso de veículos clássicos com trinta ou mais anos, isenção da inspeção periódica obrigatória, isenção de IUC, estatuto de clássico junto das seguradoras em caso de conflito e permissão de circulação nas Zonas de Emissões Reduzidas.

Assim, no dia 24 decorrerá uma tertúlia (exclusiva para associados) e no dia 25, em oficina a confirmar (de Melgaço ou Monção) a análise e validação dos carros inscritos e validados pelo Museu do Caramulo para certificar. Estão até momento 18 carros inscritos e validados, pendentes de certificação.

Está prevista nova visita técnica do Museu do Caramulo no início do próximo ano para mais uma jornada de certificações “devido ao grande volume de pedidos”, ainda em data a definir.

Fique atento as redes sociais do CVAM – Clube de Veículos Antigos de Melgaço para ficar a par de novas datas e lançamentos das iniciativas constantes da agenda do clube.

Total
0
Partilhas
Please Login to Comment.

Artigo Anterior

Concurso aberto para transportes públicos no Alto Minho: Preço base de 21,6 milhões de euros para 4 anos

Artigo Seguinte

Onde ficava, em tempos antigos, o pelourinho da vila de Melgaço?

Pode também ler

Há “Leilão de meretrizes” e desfile das “Noivas de Cristo”. Calma cultura ‘woke’, é apenas o Mercado Medieval de Melgaço

A não perder é a grande novidade do programa de 2023, o Cortejo Histórico, que irá decorrer amanhã (12) pelas 17h e vai percorrer a Rua da Calçada e ruas do Mercado Medieval. A iniciativa conta com o envolvimento da comunidade, com participantes das várias freguesias do concelho, a quem foram atribuídos temas do período medieval para explorar de forma criativa.
Avatar photo
Ler mais

Alvarinho: Paulo Cerdeira Rodrigues avança com aumento sobre mínimos a pagar (por quilo) para a colheita de 2023

O produtor e mentor dos vinhos QR quer somar mais ao “esforço” de 2022, no qual, “em vez de pagarmos a uva a 1 ou 1,05 euros o quilo, elevamos o preço para 1,25”. “Este ano estamos a pensar subir mais um pouco, para 1,50€. Será o nosso próximo mínimo e estamos dispostos a acompanhar o que aconteça na região”.
Avatar photo
Ler mais