IX Festa do Espumante: Consulte as horas de espetáculos e momentos especiais do evento

Avatar photo
Estarão em prova 41 espumantes produzidos por 17 produtores de Monção e Melgaço.


Publicidade

Faltam menos de 24 horas para a IX edição da Festa do Espumante de Melgaço e já se finalizam os preparativos para que amanhã (dia 24) se abra oficialmente o evento que durará todo o fim-de-semana. O momento solene de abertura oficial decorrerá pelas 18 horas, com a presença da Ministra da Habitação, Marina Gonçalves, no Largo do Mercado, onde irá decorrer o certame.

O evento vai reunir 41 referências de espumante, de 17 produtores da sub-região de Monção e Melgaço, de distintas castas, inclusive da casta rainha da região, o alvarinho. E, ainda, oito produtores de produtos locais e dois restaurantes.

Espumantes, boa gastronomia, showcookings e harmonizações, provas comentadas e animação musical preencherão os três dias da Festa do Espumante de Melgaço, certame que, para Manoel Batista, presidente do município melgacense, se afirma como «um evento âncora para a economia do vinho na sub-região de Monção-Melgaço».

17 PRODUTORES DE ESPUMANTE, OITO PRODUTORES DE PRODUTOS LOCAIS E DOIS RESTAURANTES

Estarão em prova 41 espumantes produzidos por 17 produtores de Monção e Melgaço, designadamente: Adega do Sossego, Alvaianas, Anselmo Mendes, Casa de Canhotos, Cortinha Velha, Dona Paterna, Dom Ponciano, Encostas da Capela, Encostas do Mouro, Provam Alvarinho Com Alma, Quintas de Melgaço, Quinta das Pereirinhas – Foral de Monção, Quinta do Regueiro, Reguengo de Melgaço, Soalheiro, Terras de Real e Valados de Melgaço.

À Festa junta-se um vasto conjunto de produtores regionais, que apresentarão iguarias de elevada qualidade, tais como fumeiro, enchidos, queijos e doçaria, através dos produtores Artesanali’s, Delícias de Alvaredo, Hidromel de Alvarinho, Melgaço em Sabores, Mel do Zé, O Casal, Prados de Melgaço – Queijaria, Prendokas, Roscas de Melgaço e Sabor do Céu.

O evento, de entrada livre, acontece no Largo do Mercado. Para além do espaço dedicado aos stands dos produtores, os visitantes terão à sua disponibilização uma área de restauração, que conta com 108 lugares sentados, onde será possível usufruir de experiências gastronómicas únicas, conhecendo e saboreando os paladares da gastronomia regional, através dos restaurantes Tasquinha Castreja e O Brandeiro.

Os visitantes poderão adquirir o kit de prova (copo e porta-copo) no stand da organização do evento, pelo valor de 3,5€.
Haverá sessões de showcooking, durante as quais serão confeccionadas propostas gastronómicas harmonizadas com distintos espumantes, protagonizadas pelos chefs Óscar Geadas (*Michelin), Renato Cunha e Marco Gomes.

O público poderá, também, nestes três dias, assistir a provas comentadas, guiadas, individualmente, pelos especialistas em vinho e enogastronomia Luís Gradíssimo, David Teixeira e André Figuinha.

As noites de sexta e sábado serão repletas de animação musical: no dia 24 com Paulo Baixinho e com o DJ Paulo Barrocas; no dia 25 com Bianca Barros, seguindo-se a DJ Rita Mendes; e, na tarde de domingo, dia 26, o momento musical estará a cargo de Paulo Pires e Patrícia Teixeira (piano e voz).

Um evento âncora para a economia do vinho na sub-região de Monção-Melgaço. A nossa Festa do Espumante, que ousei sonhar e concretizar, revelou-se um sucesso e acompanhou o crescimento exponencial dos nossos produtores de vinho. É hoje um evento âncora para a economia do vinho na sub-região de Monção e Melgaço”.

Manoel Batista

A Festa do Espumante de Melgaço, tal como foi idealizada, tem como propósito não só valorizar o espumante e os produtos locais, mas contribuir para afirmar a identidade de Monção & Melgaço como território vínico de excelência, fruto de condições naturais e humanas singulares,  bem como valorizar o território através de uma oferta turística integrada onde o enoturismo, o turismo rural, os desportos aventura, o património cultural e paisagístico, a hotelaria e restauração constituem fatores dinamizadores. «Este evento é, também, uma forma de darmos a conhecer o território, os produtos do território, facilitando a realização de negócios», refere Manoel Batista.

PROGRAMA

24 DE NOVEMBRO

11H00 | ABERTURA AO PÚBLICO
15H30 | PROVAS COMENTADAS DE ESPUMANTES COM LUIS GRADÍSSIMO
Alvarinho, uma casta (também) para espumante!

18H00 | ABERTURA OFICIAL
Marina Gonçalves, Ministra da Habitação
19H30 | SHOWCOOKING & HARMONIZAÇÃO COM CHEFE ÓSCAR GEADAS (Estrela Michelin)
Tributo às Pesqueiras do Rio Minho
22H00 | MÚSICA AO VIVO COM PAULO BAIXINHO
00H00 | DJ PAULO BARROCAS

Paulo Baixinho (ao vivo) no dia 24

25 DE NOVEMBRO
11H00 | ABERTURA AO PÚBLICO
15H30 | SHOWCOOKING & HARMONIZAÇÃO COM CHEFE RENATO CUNHA
A sofisticação das coisas simples e o tributo à emigração do povo raiano
18H30 | PROVAS COMENTADAS DE ESPUMANTES COM DAVID TEIXEIRA
A elegância de Melgaço no copo
22H00 | MÚSICA AO VIVO COM BIANCA BARROS
00H00 | DJ RITA MENDES

DJ Rita Mendes fecha a noite do dia 25 (sábado) / Foto: Instagram

26 DE NOVEMBRO
11H00 | ABERTURA AO PÚBLICO
15H30 | MÚSICA AO VIVO COM PAULO PIRES E PATRÍCIA TEIXEIRA (PIANO E VOZ)
16H30 | PROVAS COMENTADAS DE ESPUMANTES COM ANDRÉ FIGUINHA
Perlage: da uva ao copo com o Alvarinho
18H30 | SHOWCOOKING & HARMONIZAÇÃO COM CHEFE MARCO GOMES
Sabores autênticos da alta montanha
20H00 | ENCERRAMENTO

HORÁRIOS:
Sexta-feira, 24 de novembro: das 11h às 03h
Sábado, 25 de novembro: das 11h às 03h
Domingo, 26 de novembro: das 11h às 20h

Bianca Barros sobe ao palco num dos dias grandes da Festa do Espumante: Sábado, pelas 22h

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigo Anterior

Ministra da Habitação visita Melgaço na próxima sexta-feira (24 de Novembro)

Artigo Seguinte

Em Melgaço até o Pai Natal é Radical e desce o rio para entregar presentes

Pode também ler

“Contrabando de Letras”: José Velo (fundador do DRIL) recordado nos 50 anos da Biblioteca de Melgaço

José Velo Mosquera fundou o DRIL (Diretório Revolucionário Ibérico de Libertação) com um grupo de exilados espanhóis e portugueses. No início de 1961 dirigiu, juntamente com o galego Soutomaior e o português [Henrique] Galvão, o sequestro do transatlântico Santa Maria, uma ação que visava denunciar internacionalmente as duas ditaduras ibéricas.
Avatar photo
Ler mais