Cinco empresas de Melgaço distinguidas com o prémio PME Líder do IAPMEI

Avatar photo
As cinco empresas melgacenses distinguidas representam um volume de negócios de 18,1 milhões de euros (em 2023) e um volume de exportações de 8,8 milhões de euros, no mesmo período.


Publicidade

Há cinco empresas de Melgaço entre as mais de 11 mil empresas em Portugal distinguidas com o selo PME Líder de 2023.

O estatuto PME Líder, criado pelo IAPMEI – Agência para a Competitividade e Inovação, I.P. em 2008 para distinguir o mérito das PME nacionais com desempenhos superiores, é atribuído em parceria com o Turismo de Portugal (no caso de empresas do sector do Turismo), mais de uma dezena de bancos parceiros e o Grupo Banco Português de Fomento e tem por base as notações de rating e indicadores económico-financeiros.
Em Melgaço (por ordem alfabética) as empresas destacadas, segundo a lista divulgada em Abril do corrente ano, são a Aflex Portugal – Indústria de Borracha, L.da, a laborar na Zona Industrial de Penso; Anselmo Mendes – Vinhos, Lda, com vinhas e uma unidade de armazenamento também na Zona Industrial de Penso; António Cândido Esteves, Lda, [ACE] carpintaria e madeiras para construção, com unidade em São Paio; Brisas Exclusivas, Lda [Granitos Monteagudo], fabricação de artigos de granito, instalada na Zona Empresarial de Penso; e a Vinusoalleirus, Lda [marca Soalheiro], com sede em Alvaredo.

As cinco empresas melgacenses distinguidas representam um volume de negócios de 18,1 milhões de euros (em 2023) e um volume de exportações de 8,8 milhões de euros, no mesmo período.

As empresas distinguidas com o selo PME Líder têm acesso a um conjunto de benefícios, como condições especiais a produtos financeiros e a uma rede de serviços, a facilitação da relação com a banca e o prestígio associado à marca PME Líder na relação com os seus stakeholders.

Aflex Portugal
Anselmo Mendes – Vinhos
ACE – Carpintaria
Brisas Exclusivas [Granitos Monteagudo]
Vinusoalleirus, Lda
Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigo Anterior

Dia de Monção & Melgaço: Rota do Alvarinho renova imagem e apresenta soluções para conhecer melhor a sub-região

Artigo Seguinte

Estradas Nacionais 101 e 202 “estão esgotadas, o que nos favorece é que, atravessando a ponte do Peso, estamos a dez minutos da A52”

Pode também ler